26 fevereiro 2013

Os doces

           
Há pessoas que têem muito...Muito dinheiro,muita alegria,muita saudade,muita tristeza,muita ansiedade e muito medo...
É estranho como elas se prendem e mesmo assim não se sentem seguras.Talvez o perigo não está lá fora de sua casa,mas dentro do que você cria em seus pensamentos.
Não eu...Mas uma senhora muito rica.Mora na casa mais sonhada pelas pessoas da cidade.Não me enche os olhos a grandiosidade da sua casa.Exceto no Natal.Fico toda iludida,assim como uma criança ao ver doces nas mão de outra criança...
Não,mas não é a ilusão de ter o que a "outra criança tem",é ilusão daquela criança ter aquilo tão grandioso que nem mesmo eu querendo iria ter.Todos os Natais a senhora Lola enfeita as árvores com luzes e enfeites natalinos,no quintal e na varanda da frente de sua casa.
As luzes do quintal da senhora Lola,são mesmo de se vislumbrar....
Todo natal ela aparece com luzes sedutoras,capazes de fazer sorrir só pelo fato de ver toda a decoração e se apaixonar com a paz que aqueles enfeites proporcionam...
Eu,que não gosto do Natal por ser uma época em que fico triste,sem tem o por quê.Ou talvez não saiba dos meus "por quês",talvez eu não sei mesmo me interpretar.Sei que o Natal já se passou.Estamos chegando na páscoa.Mas minha mãe conheceu a senhora Lola e me disse que dentro da casa dela,há uma biblioteca enorme,e que a pouco tempo,ela doou duas caixas de livro para a biblioteca municipal da cidade...
Sim,agora eu sou a criança que queria os doces que a outra criança tem...
                                                   Ytan Sohnarap




2 comentários:

  1. Nem sempre ter tudo é sinônimo de ser feliz. Conheço pessoas que tem pouco e pra elas aquilo já é o suficiente.

    Beijos, Letícia.
    Desconstruindo Amélia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim...Realmente,também conheço algumas,talvez eu seja uma delas rs...Mas minha riqueza é de palavras e muitas ainda não sei usar. ^^

      Excluir